Na minha última viagem sentei ao lado de um sommelier que morava e trabalhava em Pernambuco. Papo vai e papo vem, conversamos um pouco sobre as profissões de cada um. No meio da conversa ele me deu, o que acredito, ser uma das melhores sugestões de vinhos que já tinha recebido.

Trata-se do Chatêau Kefraya Comte de M. Um legítimo vinho libanês ou "Grand Cru" libanês, como me explicou o tal sommelier. É um vinho produzido com as uvas Cabernet Sauvignon, Syrah e Mourvèdre colhidas manualmente no vale do Bekaa.

Tem a cor escura de rubi, de um púrpura de causar inveja. O aroma é intenso de frutas maduras (cassis e ameixas) mescladas a notas de baunilha, chocolate e feno tostado. É elegante, equilibrado e não peca nem em acidez nem na quantidade de álcool como a maioria dos vinhos. Não sei outros lugares, mas até onde sei a importadora Zahil em São Paulo trabalha com este vinho. Vale a pena.

Se quiser experimentar o contato da Zahil é (11) 30712900.

Por Teresa Almeida


Nem sempre há um sommelier (profissional de vinhos) por perto para indicar que vinho comprar ou tomar. Uma dica legal que vi em uma das minhas viagens é o Cave Spring Icewine Riesling; um vinho sofisticado e elegante, fabricado e produzido no Canadá na região do Niágara com uvas colhidas ainda congeladas na parreira e (neste caso) acometidas de um fungo.

A chamada podridão nobre! É um vinho interessante de cor amarelo-ouro, com aroma delicado de frutas caramelizadas, mel, verniz e com notas minerais. Não sei se é fácil de encontrá-lo, mas na loja FLORA e na PORTO A PORTO você consegue reservar uma garrafa. 

  • Telefone da loja FLORA : (11)33275199
  • Telefone da loja PORTO A PORTO: (41) 30187393

Por Teresa Almeida


Os apreciadores de vinho sabem que um dos grandes truques para melhorar os aromas e os sabores dos vinhos jovens e concentrados é submetê-los a um vigoroso processo de aeração.

Geralmente usa-se um decantador (que originalmente serve para separar a bebiba das garrafas mais antigas ) para fazer com que esse vinhos respirem. Dificilmente encontram-se um canter adequado a mão no momento em que há necessidade de um. Agora saiu no mercado uma solução; o vinturi.

Trata-se de uma peça de acrílico, de muito bom gosto, que torna este processo de aeração muito mais fácil. Basta despejar o vinho através do utensílio no copo e a bebida já estará pronta para ser degustada.

A diferença amedronta, mas em hipótese alguma deve ser utilizada em vinhos envelhecidos pois destrói o sabor.

Por Teresa Almeida


O inverno está chegando e com ele as festas juninas. No sul, festa junina que se preze tem que ter quentão. Uma bebida feita com vinho que ajuda a aquecer as noites frias do inverno.

Veja a receita para preparar um delicioso e típico quentão do sul:

Ingredientes:

  • 3 litros de vinho tinto suave
  • 300 ml de água
  • 10 pedaços de canela em pau
  • 4 pedaços de gengibre
  • 10 cravos-da-índia
  • Canela em pó (para polvilhar)

Modo de fazer:

  1. Numa panela, ferva todos os ingredientes, exceto o vinho, para soltar os seus aromas. Deixe fervendo por aproximadamente 15 minutos;
  2. Adicione o vinho e aqueça até iniciar a fervura, cuidado pra nào ferver muito o vinho pois o álcool evapora e o sabor muda;
  3. Sirva bem quente com a canela polvilhada na xícara

Obs: Quanto menor o pedaço do gengibre (rodelas), mais forte será o sabor.


Ingredientes:

  • 1 e 1/2 xícara (chá) de vinho branco seco
  • 2 xícaras (chá) de açúcar
  • 1 xícara (chá) de água
  • 3 gemas
  • 3 colheres (sopa) de maisena
  • 3 claras em neve

Modo de preparar:

  1. Leve ao fogo, o vinho com  água e o açúcar
  2. Deixe até ferver
  3. Retire e espere esfriar
  4. À parte, bata as gemas e junte a maisena, dissolvida com um pouco de água
  5. Junte ao vinho já frio, aos poucos.
  6. Volte ao fogo brando, mexendo sempre até engrossar.
  7. Quando môrno, acrescente as claras, delicadamente.
  8. Coloque em taças e leve para gelar.

> RENDE 6 TAÇAS. > TEMPO DE PREPARO 20 MINUTOS





CONTINUE NAVEGANDO: