Tipos de Arroz e Suas Diferenças




Conheça aqui os principais tipos de arroz.

É fato que o arroz é uma das paixões nacionais, ele realmente agrada a todos.

O arroz é uma planta da família das gramíneas e serve como alimento para nada mais, nada menos, que mais da metade da população humana do mundo inteiro, e é o terceiro cereal mais cultivado em todo o mundo, ficando atrás apenas do trigo e também do milho.


Existem diversos tipos de arroz, podendo agradar a todos os gostos. Tem o arroz branco, o arroz parborizado, o arroz vermelho, o arroz integral, o arroz negro, o arroz arbóreo e muitos outros, na verdade, são mais de 100 mil tipos de arroz, sendo que apenas cerca de 8 mil tipos são utilizados com alimento. Os seus grãos também podem ser de diversos tipos, sendo mais longos ou curtos, mais firmes ou macios.

De acordo com a FAO – Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, estima-se que a produção de arroz nesse ano de 2019 chegue a 710 milhões de toneladas e isso se dá a facilidade na produção dos arrozais, que são adaptáveis a diversos climas.

Há uns 8 anos atrás, o arroz se tornou parte da alimentação humana, começando na Ásia e, logo depois na França, na Itália, em Portugal e na Espanha, tendo sido trazido pelos mouros.


O arroz pode ser dividido em duas subespécies:

  • Japonesa: Que possui os grãos mais curtos, que tem a capacidade de absorver a água com mais facilidade e são fáceis de encontrar em zonas temperadas.

  • Índica: Que possui o grão mais longo, são cristalinos e com consistência mais firme, sendo encontrados nas proximidades do Equador.

Abaixo, vamos listar 8 tipos de arroz utilizados na alimentação, para que você possa conhecer:

  • Arroz selvagem: na verdade, esse “arroz”, pertence a uma outra espécie que se chama zizania aquática. Possui os grãos em formato mais longos e mais afinados e um tom mais escuro. Podem ser consumidos misturados ao arroz branco ou então, junto a saladas.

  • Arroz vermelho: conhecido também como arroz da terra ou arroz de Veneza. Chegou na Bahia no século 16 e hoje, é muito produzido no estado da Paraíba.

  • Arroz jasmine: conhecido também como arroz jasmim. Possui uma consistência bem macia e com umidade, os seus grãos são mais alongados e afinados. Possui um aroma bem perfumado e é muito utilizado no Vietnã e na Tailândia.

  • Arroz japonês: esse arroz possui um nível elevado de amido, fazendo com os seus grãos fiquem bem grudados após o seu cozimento. Possui grãos mais curtos e arredondados e são utilizados em culinária oriental, como por exemplo, em sushis e em temakis.

  • Arroz negro: esse tipo de arroz é muito conhecido na região da Ásia, chegando ao Brasil há pouco tempo. Esse tipo de arroz possui um alto nível de proteína e de fibras. Possui o grão curto e uma consistência mais macia e o seu perfume se assemelha ao das castanhas.

  • Arroz arbóreo: esse tipo de arroz tem a sua produção na Itália e por conseguir uma textura mais cremosa, é o tipo mais indicado para se fazer risotos. Possui os grãos em tamanho médio e que tem a facilidade de absorver os líquidos.

  • Arroz integral: esse “arroz”, na verdade, é um tratamento que possui o grão bruto e não polido, tendo apenas, sido tirada a sua casca. Possui diversos nutrientes, diferentemente do arroz processado.

  • Arroz agulhinha: esse tipo de arroz recebeu esse nome aqui em território nacional pelo fato de possuir os seus grãos mais longos, afinados e bem mais transparentes. Quando esse tipo de arroz recebe cozimento, os seus grãos ficam com uma consistência muito macia e bem mais soltinhos que os outros tipos.

Por Carol Wurlitzer



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *