Como Escolher Costela Bovina





Saiba aqui as diferenças e como escolher uma ótima Costela Bovina.

A costela é um dos cortes que tem mais textura, sabores e aromas, e não é à toa que é o corte favorito de muitas pessoas. Pode fazer parte de um prato sofisticado ou mais simples, mas o seu sabor é inconfundível. Neste post, você vai conferir as melhores dicas para escolher uma excelente costela bovina.

O primeiro passo para escolher uma excelente costela bovina é no momento da compra. Você tem o hábito de observar o corte que está escolhendo? Não compre costelas que estejam com gorduras amareladas ou acinzentadas e carne marrom, pois isso indica que o boi é velho.




Além disso, escolha o corte que tenha osso menor e a carne deve ter um cheiro agradável. Outra dica, é limpar as mãos e pressionar a costela com o dedo indicador – a carne deve estar macia durante o toque e retornar a posição inicial de forma rápida.

Procure comprar o corte em açougue de confiança e que venda carne de procedência. Lembre-se de que a carne deve estar fresca. Se você for preparar um churrasco e estiver em dúvida entre a costela Ripa e a Ponta de Agulha, saiba quem ambas são excelentes.


A costela de ripa tem a carne mais seca, sendo a parte de cima do boi junto ao dorso e a Ponta Agulha, também, conhecida como minga sai da parte inferior da caixa torácica. É um pedaço mais grosso, composto por ossos mais finos e também cartilagens.

Em relação ao tempo de cozimento, a costela de Ripa tem um tempo maior devido às fibras, e a Ponta de Agulha, como é mais próxima do filé, tende a ser mais macia. É muito usada para preparar sopas e caldos.

Após o preparo, estima-se que a costela perde 30% do seu peso, além da perda de gorduras e fibras. Desta forma, se você for preparar um churrasco, por exemplo, calcula-se aproximadamente 200g de costela para cada pessoa.

Dicas de tempero

Como temperar uma costela bovina? Antes de colocar o tempero, uma boa dica é fazer cortes na gordura, na parte de cima e também na parte debaixo, pois isso ajuda na penetração do sal e quando a carne estiver pronta a parte da gordura tende a ficar mais crocante e saborosa.

Adicione o sal grosso sobre a cobertura da costela e depois aperte um pouco. Vire a carne e repita o mesmo processo do outro lado. Deixe-a próxima a brasa por, aproximadamente, 20 minutos, para que o sal consiga penetrar e permanecer no corte.

Depois, retire o excesso de sal e coloque a carne para assar na churrasqueira. Lembre-se de que um dos principais segredos para a costela ficar bem saborosa é ter paciência, pois a carne deve ser assada em fogo médio e também na parte mais alta da churrasqueira.

O início pode ser, por exemplo, com a parte dos ossos virada para baixo e depois deixe por, aproximadamente, 4 a 5 horas. Assim, que os ossos ficarem visíveis é o momento de virar a carne e deixar por mais uma hora. O próximo passo é saborear e degustar a carne.

Além disso, fique atento pois o corte da costela precisa apresentar tons avermelhados e os ossos também devem ter um tamanho padronizado, além de elasticidade. Lembre-se de que a carne deve ser comprada 3 dias antes do churrasco ou do prato, pois assim a costela estará fresca.

A costela é uma carne famosa por seu sabor e você pode prepará-la de várias maneiras e um dos pratos mais famosos é a famosa vaca atolada, que é a costela bovina cozida no aipim. Já experimentou?

Você sabe preparar uma costela diferenciada? Qual? Conte para a gente nos comentários e não se esqueça de compartilhar as dicas nas suas redes sociais.

Por Babi



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *