Queijos e Vinhos – Como Combinar e Servir na Mesa





Saiba aqui como harmonizar queijos e vinhos, além de algumas dicas de como servir na mesa.

O frio está chegando e nada combina melhor com esse clima do que um bom queijo com vinho para reunir os amigos, seja de maneira informal ou de maneira formal, tudo depende dos preparativos e do quanto você está disposta a gastar. Para te ajudar a planejar tudo nos mínimos detalhes, trazemos aqui algumas dicas que vai fazer você parecer um especialista em harmonização de uma mesa.

Sobre os tipos de queijos e vinhos

Se você busca uma harmonização perfeita entre queijos e vinhos, fique sabendo que um único rótulo não combinará com todos os queijos da sua mesa. Caso precise escolher apenas um vinho, o melhor é o branco, o seu sabor mais fresco combina melhor com a diversidade de queijos, principalmente por causa da presença de gordura no alimento. Uma outra opção é um vinho com sabor frutado Pinot Noir.




Mas se a reunião pede por mais variedade de garrafas, você pode mesclar os rótulos conforme o sabor dos queijos. Algumas sugestões são as seguintes:

1. Queijos de capa branca, como Camembert e Brie: Vinhos frutados e intensos, como os Albariños Chardonnays com carvalho e Chenin Blanc.


2. Queijos amarelos, como Gouda e Gruyère: Vinhos mais maduros e frutados com taninos, como os tintos, Garnacha, Pinot Noir, Languedoc-Roussillon e Tempranillo.

3. Provolone como opção de queijo defumado: Vinhos tintos com estágios em carvalho e frutados, como Syrahs e Malbecs.

4. Queijos azuis, como Gorgonzola: Fortificados doces, como o vinho do Porto. E vinhos brancos doces, como as colheitas tardias.

5. Queijos de leite de cabra: vinhos brancos leves e Espumantes brut, como os elaborados a partir da Riesling e Sauvignon Blanc.

Sobre como servir os queijos

Para queijos do tipo Camembert e o Brie, o melhor é fazer um corte em formato de triângulo na hora de servir, para que os convidados sigam cortando e assim não se comprometer a cremosidade. Para os mais detalhistas, existem facas próprias para este corte, como a de hastes ou de um fio, essas não grudam no queijo. O Gorgonzola, idealmente, também deve ser cortado na hora. Outros queijos como o Gouda, Gruyère e Provolone já podem ser servidos em pedaços.

O mais aconselhável é manter o queijo, independente do seu tipo, na geladeira até pouco tempo antes de servir, isso evita a oxidação ou o derretimento da peça. O melhor é que o queijo enteja um pouco mais frio que a temperatura do ambiente, mas sem exagero. Caso sobre alguma coisa, guarde os queijos embrulhados em papel filme por até dois dias na geladeira.

Sobre como servir o vinho

A temperatura é muito importante para os tipos de vinhos. Vinhos brancos e espumantes devem ser servidos, entre 6ºC e 10ºC, preferencialmente, os vinhos tintos já devem estar entre 15ºC e 18ºC.

Sobre à organização, o melhor é usar uma taça de vinho universal, assim não há risco de errar e nem problemas com as diferentes uvas. Uma dica é ter taças extras, para evitar ficar lavando o tempo todo.

Nessas festas é sempre de bom grado ter algo diferente para servir. Uma boa pedida são frutas como uvas e figos, embutidos e frutas secas também são uma boa escolha. Em relação aos pães, eles podem ser servidos inteiros, isso deixa a mesa bem bonita, mas bom lembra de deixar uma faca, preferencialmente de serra, para os convidados se servirem.

Sobre a Mesa

A melhor de uma festa de queijos e vinhos é que suja pouca louça. Tudo que se precisa usar são alguns garfos, pratinhos de sobremesa e taças à mão.

Uma opção bonita para identificar os tipos de queijos é usar as rolhas dos vinhos com etiquetas, assim se entra de vez no tema. Outra opção é encaixar a etiqueta em um garfo de sobremesa e espetar ela no queijo.

Gabriel Bem



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *