Saiba aqui qual a diferença entre Espumante, Champagne, Prosecco e Lambrusco

Champagne, Espumante, Prosecco, Lambrusco, Frisante, entre tantos outros. A quantidade de opções em termos de bebidas pode tornar o processo de escolha da melhor opção para uma comemoração especial, a exemplo das festas de fim de ano, um tanto mais complicada. Para quem é iniciante nesse mundo, essa tarefa se torna ainda mais difícil.

Bom, o fato é que existem diferenças significativas — e outras nem tanto — entre eles. Conhecer algumas dessas particularidades pode ser uma das melhores maneiras para uma escolha mais acertada. Pronto? Vamos, lá!

Champagne: essa bebida é um tipo de vinho que pode ser branco ou rosé. A curiosidade sobre ele é que seu nome vem de uma região francesa de mesmo nome. Via de regra, a sua composição precisa ser desenvolvida a base de um tipo específico de uvas: pinot meunier, pinot noir e chardonnay.

O nome “champagne” somente pode ser dado ao tipo de bebida fermentada de uva que é produzida naquela região nordeste da França que citamos.

Lambrusco: Aqui temos um vinho do tipo frisante que, em sua composição, conta especialmente com a uva lambrusco. É tido como um vinho doce e jovem. Ele é originário de uma região italiana chamada de Emilia Romagna. Isso nos leva ao nosso próximo tópico.

Frisante: É aquele vinho submetido a uma única fermentação— ao contrário dos espumantes que passam por duas. Como consequência desse processo de produção, ele conta com muito pouco gás carbônico.

Em termos comparativos, ele tem cerca da metade do gás-carbônico que encontramos nos espumantes tradicionais.

Os frisantes mais populares são originários da Itália, da região que citamos acima. Por isso, são também conhecidos como Lambruscos.

Aqui, cabe uma observação interessante: a Cidra, que é uma bebida muito popular entre os brasileiros, é uma espécie de bebida que tem o gás carbônico inserido de forma artificial. Sendo assim, ela não pode ser categorizada como espumante ou frisante.

Ah, sim! A cidra é uma bebida que tem no seu processo de preparação o sumo fermentado da pêra e da maçã. Mundialmente, os maiores produtores dessa bebida são a França, Irlanda e Inglaterra.

Espumantes

Quase que todos os países produtores de vinhos, também produzem os espumantes. A maior referência aqui é a França, que desenvolveu os métodos para sua fabricação.

O espumante em si é um tipo de vinho com gás carbônico oriundo de sua segunda fermentação. Isso significa dizer que não há a adição artificial do gás carbônico. Vale lembrar que os espumantes utilizam em seu processo de fabricação sempre uvas destinadas para vinhos finos.

De acordo com o país de origem, os espumantes podem ter nomes diversos tais como prosecco, asti, cavos e sekt.

Como servir Champagne, espumantes e frisantes?

Sabe aquela coisa do estouro da rolha? Pois é, além de ser algo folclórico, não é muito legal abrir bebidas desse jeito. Primeiro provavelmente vai jorrar em quem não deveria e, segundo, o desperdício, algo que não queremos especialmente em se tratando de uma garrafa de preço mais elevado.

Ou seja, para abrir sua bebida, apenas torça a rolha e empurre-a para cima. Além disso, é preciso destacar que quanto mais a bebida jorrar, mais carbônico ela perderá. E isso é algo que afeta negativamente a boa apreciação.

Cubra a rolha com um guardanapo ou um pano limpo na hora de abrir a garrafa. É uma ótima ideia para evitar que esse objeto atinja alguém.

Outro ponto importante que deve ser considerado é o tipo de taça a ser usada por cada bebida e a quantidade ideal a ser servida. Muitas pessoas acreditam que esse é apenas um ponto estético, mas não é: as taças ajudam a bebida a respirar e a elevar seu sabor. Vale a pena ficar atento a esse ponto.

Para finalizar, fica uma última observação: no mercado de espumantes brasileiros tem o direito de usar alguns nomes específicos, como Prosecco, pelo fato de já produzirem a bebida há um bom tempo. Mas são raros os casos.

Por Denisson Soares


Confira aqui e receitas ótimas para sua ceia de ano novo.

Você já parou para pensar no que será feito para atrair coisas boas no ano que se aproxima? As supertições são muitas: pular sete ondas, comer 12 uvas, comprar uma peça de roupa nova, comer 7 sementes de romã. Mas, segundo os supersticiosos, as boas vibrações podem ser atraídas através da ceia de ano novo, veja alguns exemplos do que pode ser preparado:

Arroz da sorte:

Ingredientes:

3 colheres (sopa) de azeite de oliva; 1 cebola picada; 2 xícaras (chá) de arroz; 4 xícaras (chá) de caldo de legumes; 1 xícara (chá) de lentilha; 600 gramas de bacalhau dessalgado e cortado em lascas grandes; salsa (ou salsinha) a gosto.

Modo de preparo:

Em uma panela, aqueça o azeite e doure a cebola, junte o arroz lavado e escorrido e mexa bem acrescentando o caldo de legumes. Adicione a lentilha e deixe cozinhar no fogo brando com a panela tampada. Antes que o caldo seque totalmente, misture com cuidado as lascas de bacalhau e espere terminar o cozimento. Desligue o fogo e deixe descansar por alguns instantes. Com cuidado, solte o arroz com um garfo, transfira para uma travessa, salpique a salsa picada, regue com azeite e adicione uma folha de louro para enfeitar.

Sirva em seguida.

Supertição: A lentilha traz sorte e fartura, há quem afirme que deve-se comer uma lentilha para cada mês do ano. A folha de louro simboliza sucesso e vitória. Os peixes podem trazer boas vibrações. Para os japoneses, simbolizam fertilidade devido à sua capacidade de produzir muitos de ovos.

Lombo agridoce

Ingredientes:

1/2 xícara (chá) de Água; 1/3 xícara (chá) de vinagre de vinho tinto; 1/4 xícara (chá) de mel de abelha; 1 colher (sopa) de gengibre ralado; 4 dentes de alho amassados; 1 cebola cortada em pedaços; 600 gramas de lombo suíno e sal a gosto

Modo de preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador, exceto a carne.

Coloque o lombo em um refratário, faça vários furos nele com um garfo e banhe-o com esse molho triturado. Asse em potência média por 30 minutos ou até que, ao cortá-lo, esteja bem macio e seco. Na metade do tempo, vire a carne, confira o sal e coloque mais, caso necessário.

Aguarde 5 minutos antes de retirá-lo do forno, sirva com o molho formado.

Supertição: Porco como prato principal simboliza o progresso, porque ele cisca para frente.

Salada de romã

Ingredientes:

1 Romã; 1 limão; 1 xícara (café) de Água; 3/4 xícara (chá) de azeite de oliva; 1 pitada de bahar (ou pimenta síria); 3 tomate picados; 1 cebola pequena picada; 1 pepino picado; 2 cebolinhas picadas; 2 pães pita (árabe ou sírio) torrados; salsa e hortelã a gosto.

Modo de preparo:

Misture o suco de limão com a água, junte o azeite aos poucos e mexa bem. Tempere com o sal, a pimenta síria e as sementes de romã. Coloque em uma saladeira o tomate, a cebola, as cebolinhas e o pepino, e regue com a metade do molho. Pique o pão em quadradinhos e junte à saladeira. Polvilhe com a salsinha e a hortelã, adicione o molho restante e sirva em seguida, para o pão não amolecer.

Supertição: Romã simboliza abundância em outras culturas afirmam que auxilia a pessoa que deseja um filho.

Carne de Aves

Supertição:Segundo a crendice popular, as aves não devem ser consumidas na ceia de ano novo porque representam o atraso ou retrocesso, isso devido ao modo de ciscar para trás.

De todo modo, seja qual for o seu cardápio, o importante é reunir com amigos e familiares e se divertir, preparando-se para o ano que está por vir, um feliz ano novo para toda a sua família.

ERICA OLIVEIRA DE SOUZA





CONTINUE NAVEGANDO: