Confira aqui algumas dicas e cuidados para limpar a sua panela antiaderente.

Na vida moderna a indústria oferece aos consumidores bens descartáveis e bens duráveis. Os bens duráveis tendem a ser úteis por longos anos. Entre estes bens estão os que são produzidos em metal. Neste artigo vamos tratar do cuidado e manutenção para com as panelas antiaderentes.

Toda frigideira é um tipo de panela, porém, elas têm um prazo de validade preciso? Todo produto desse tipo, em realidade, não possui um selo que indica uma data específica de expiração. O problema está, de fato, no procedimento de conservação desse mesmo utensílio, já que a grande maioria dos usuários faz uso de métodos inadequados e terminam por danificar o material de inox e também o teflon em todas as superfícies de tipo antiaderentes.

Especialistas explicam que não há necessidade alguma de as pessoas evitarem a criação de pratos incríveis, no sentido de simplificar as receitas ou acrescentar mais gordura, para tentar proteger o material. Abaixo seguem alguns conselhos profissionais que orientarão os consumidores no processo de preservação dessas panelas por um tempo mais longo:

A – O tipo de spray de óleo antiaderente consiste em uma espécie de azeite ou de outros óleos que podem ser borrifados via spray, e constituem um método bastante prático no momento de fazer espalhar todo o líquido sobre a totalidade da superfície da panela. Entretanto, muitas pessoas não têm informação de que este mesmo procedimento produz o seguinte resultado:

A substância do óleo acaba criando camadas mais difíceis de remover da superfície, resultando na permanência de alguns resíduos, praticamente invisíveis aos nossos olhos, os quais se mantêm muito fixos no fundo da panela, mesmo depois de intensas lavagens.

B – O processo de aquecimento da panela antes de adicionar o líquido do óleo ou a pasta de manteiga. Não é aconselhável aquecer previamente a frigideira, para em seguida despejar a substância que poderá ser o óleo ou a manteiga. É muito importante saber que não há necessidade de adicionar grandes doses dessas substâncias, já que quando a chapa da frigideira é pré-aquecida antes de se adicionar óleo, existe o risco das substâncias do óleo ou da manteiga se estragarem e disseminarem toxinas na comida.

C – O procedimento de acondicionar esse material na máquina lava-louças não é a melhor opção, pois embora a máquina as higienize muito bem, o problema é que as panelas antiaderentes possuem em suas camadas antiaderentes substâncias que não resistem ao calor produzido pela máquina, que lança jatos de água muito aquecidos. Os chamados detergentes abrasivos constituem outro fator que faz consumir a camada protetora da frigideira. Portanto, o mais aconselhável é higienizar esses utensílios à moda antiga, ou seja, manualmente, utilizando um tipo de esponja mais delicada.

Uma boa dica para ajudar a limpar suas panelas antiaderentes é utilizar bicarbonato de sódio e água, os quais produzem literalmente uma mágica que faz desgrudar quase todas as crostas.

D – A utilização de fogo alto não é nada recomendável, dado que o calor intenso danifica essas superfícies antiaderentes. Muitas pessoas, na pressa ou na impaciência, preparam seus alimentos no fogão com chamas mais altas, que provocam calor excessivo, estragando o material antiaderente e fazendo disseminar substâncias tóxicas nos alimentos. No caso de o consumidor precisar de chamas mais intensas, a melhor e mais saudável opção está na utilização de panelas de ferro fundido, sendo que este mesmo conselho é válido para as frigideiras introduzidas no forno.

E – Sobre a utilização de utensílios de metal, é importante seguir esta dica: optar pelo uso das espátulas de silicone e (ou) das colheres de pau (madeira), dado que qualquer tipo de ferramenta de metal tende a danificar muito as panelas. Não é aconselhável utilizar as colheres de metal, nem mesmo para fazer a mistura, mexendo a mesma em sentido circular, dentro da preparação de alimentos na panela.

Paulo Henrique dos Santos


Saiba como conservar e manter suas panelas em bom estado.

Panelas são itens essenciais na vida de um cozinheiro – ou de qualquer pessoa que precise se alimentar, portanto, além de saber utilizá-las, deve haver uma preocupação em mantê-las em bom estado. Além de serem um tanto quanto caras e por isso ser interessante não danificá-las, vale lembrar também que uma boa panela faz toda a diferença no método de preparo e sabor da comida. Preparamos para você, dicas de como manter as suas panelas ao seu lado por, quem sabe, uma vida inteira.

1 – Panela quente na água fria? Nem pensar

Depois de preparar a comida, geralmente, algumas pessoas costumam colocar a panela quente embaixo da água fria, a fim de lavar a louça. Essa atitude faz com alguns pontos da panela se deformem, desnivelando a temperatura que o fogo atinge na panela, deixando em alguns lados mais elevados que de outros.

2 – Não arranhe o material antiaderente

Frigideiras ou panelas que são antiaderente devem ser tratadas com carinho. É preciso manuseá-las com delicadeza, evitando fogo alto e também a utilização de utensílios que possam arranhá-las. Usar detergente não abrasivo também ajuda a conservar o revestimento.

3 – Não empilhe panelas de inox

Aço inoxidável não arranha, podem ser lavadas na máquina e são ótimas lidando com altas temperaturas. O cuidado aqui deve ser tomado na hora de guardar, porque empilhar panelas de inox pode causar rachaduras e também os cabos podem atritar-se e soltarem.

4 – Panelas de ferro não devem ser limpas com água

Panelas de ferro são duráveis e resistentes, porém, precisam de mais atenção do que panelas comuns. Lavar panela de ferro com água pode enferrujá-la. O ideal é fazer a higienização, usar um pouco de óleo no interior e levar ao fogo, até que seque. Assim também se envelhece a panela, além de acrescentar gosto.

5 – Conservar o revestimento de panelas de ágata ou ferro esmaltado

Seja colorido ou não, essas panelas costumam apresentar muito revestimento. Deve-se conservar pois, se não estiverem em bom estado, podem haver rachaduras por onde a água pode vazar, alcançando o ferro e causando ferrugem. Se estiverem em boas condições, não é necessário queimá-las para realizar a limpeza.

Carolina B.





CONTINUE NAVEGANDO: