Conheça aqui os principais tipos de arroz.

É fato que o arroz é uma das paixões nacionais, ele realmente agrada a todos.

O arroz é uma planta da família das gramíneas e serve como alimento para nada mais, nada menos, que mais da metade da população humana do mundo inteiro, e é o terceiro cereal mais cultivado em todo o mundo, ficando atrás apenas do trigo e também do milho.

Existem diversos tipos de arroz, podendo agradar a todos os gostos. Tem o arroz branco, o arroz parborizado, o arroz vermelho, o arroz integral, o arroz negro, o arroz arbóreo e muitos outros, na verdade, são mais de 100 mil tipos de arroz, sendo que apenas cerca de 8 mil tipos são utilizados com alimento. Os seus grãos também podem ser de diversos tipos, sendo mais longos ou curtos, mais firmes ou macios.

De acordo com a FAO – Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, estima-se que a produção de arroz nesse ano de 2019 chegue a 710 milhões de toneladas e isso se dá a facilidade na produção dos arrozais, que são adaptáveis a diversos climas.

Há uns 8 anos atrás, o arroz se tornou parte da alimentação humana, começando na Ásia e, logo depois na França, na Itália, em Portugal e na Espanha, tendo sido trazido pelos mouros.

O arroz pode ser dividido em duas subespécies:

  • Japonesa: Que possui os grãos mais curtos, que tem a capacidade de absorver a água com mais facilidade e são fáceis de encontrar em zonas temperadas.

  • Índica: Que possui o grão mais longo, são cristalinos e com consistência mais firme, sendo encontrados nas proximidades do Equador.

Abaixo, vamos listar 8 tipos de arroz utilizados na alimentação, para que você possa conhecer:

  • Arroz selvagem: na verdade, esse “arroz”, pertence a uma outra espécie que se chama zizania aquática. Possui os grãos em formato mais longos e mais afinados e um tom mais escuro. Podem ser consumidos misturados ao arroz branco ou então, junto a saladas.

  • Arroz vermelho: conhecido também como arroz da terra ou arroz de Veneza. Chegou na Bahia no século 16 e hoje, é muito produzido no estado da Paraíba.

  • Arroz jasmine: conhecido também como arroz jasmim. Possui uma consistência bem macia e com umidade, os seus grãos são mais alongados e afinados. Possui um aroma bem perfumado e é muito utilizado no Vietnã e na Tailândia.

  • Arroz japonês: esse arroz possui um nível elevado de amido, fazendo com os seus grãos fiquem bem grudados após o seu cozimento. Possui grãos mais curtos e arredondados e são utilizados em culinária oriental, como por exemplo, em sushis e em temakis.

  • Arroz negro: esse tipo de arroz é muito conhecido na região da Ásia, chegando ao Brasil há pouco tempo. Esse tipo de arroz possui um alto nível de proteína e de fibras. Possui o grão curto e uma consistência mais macia e o seu perfume se assemelha ao das castanhas.

  • Arroz arbóreo: esse tipo de arroz tem a sua produção na Itália e por conseguir uma textura mais cremosa, é o tipo mais indicado para se fazer risotos. Possui os grãos em tamanho médio e que tem a facilidade de absorver os líquidos.

  • Arroz integral: esse “arroz”, na verdade, é um tratamento que possui o grão bruto e não polido, tendo apenas, sido tirada a sua casca. Possui diversos nutrientes, diferentemente do arroz processado.

  • Arroz agulhinha: esse tipo de arroz recebeu esse nome aqui em território nacional pelo fato de possuir os seus grãos mais longos, afinados e bem mais transparentes. Quando esse tipo de arroz recebe cozimento, os seus grãos ficam com uma consistência muito macia e bem mais soltinhos que os outros tipos.

Por Carol Wurlitzer


Saiba aqui qual a diferença entre Espumante, Champagne, Prosecco e Lambrusco

Champagne, Espumante, Prosecco, Lambrusco, Frisante, entre tantos outros. A quantidade de opções em termos de bebidas pode tornar o processo de escolha da melhor opção para uma comemoração especial, a exemplo das festas de fim de ano, um tanto mais complicada. Para quem é iniciante nesse mundo, essa tarefa se torna ainda mais difícil.

Bom, o fato é que existem diferenças significativas — e outras nem tanto — entre eles. Conhecer algumas dessas particularidades pode ser uma das melhores maneiras para uma escolha mais acertada. Pronto? Vamos, lá!

Champagne: essa bebida é um tipo de vinho que pode ser branco ou rosé. A curiosidade sobre ele é que seu nome vem de uma região francesa de mesmo nome. Via de regra, a sua composição precisa ser desenvolvida a base de um tipo específico de uvas: pinot meunier, pinot noir e chardonnay.

O nome “champagne” somente pode ser dado ao tipo de bebida fermentada de uva que é produzida naquela região nordeste da França que citamos.

Lambrusco: Aqui temos um vinho do tipo frisante que, em sua composição, conta especialmente com a uva lambrusco. É tido como um vinho doce e jovem. Ele é originário de uma região italiana chamada de Emilia Romagna. Isso nos leva ao nosso próximo tópico.

Frisante: É aquele vinho submetido a uma única fermentação— ao contrário dos espumantes que passam por duas. Como consequência desse processo de produção, ele conta com muito pouco gás carbônico.

Em termos comparativos, ele tem cerca da metade do gás-carbônico que encontramos nos espumantes tradicionais.

Os frisantes mais populares são originários da Itália, da região que citamos acima. Por isso, são também conhecidos como Lambruscos.

Aqui, cabe uma observação interessante: a Cidra, que é uma bebida muito popular entre os brasileiros, é uma espécie de bebida que tem o gás carbônico inserido de forma artificial. Sendo assim, ela não pode ser categorizada como espumante ou frisante.

Ah, sim! A cidra é uma bebida que tem no seu processo de preparação o sumo fermentado da pêra e da maçã. Mundialmente, os maiores produtores dessa bebida são a França, Irlanda e Inglaterra.

Espumantes

Quase que todos os países produtores de vinhos, também produzem os espumantes. A maior referência aqui é a França, que desenvolveu os métodos para sua fabricação.

O espumante em si é um tipo de vinho com gás carbônico oriundo de sua segunda fermentação. Isso significa dizer que não há a adição artificial do gás carbônico. Vale lembrar que os espumantes utilizam em seu processo de fabricação sempre uvas destinadas para vinhos finos.

De acordo com o país de origem, os espumantes podem ter nomes diversos tais como prosecco, asti, cavos e sekt.

Como servir Champagne, espumantes e frisantes?

Sabe aquela coisa do estouro da rolha? Pois é, além de ser algo folclórico, não é muito legal abrir bebidas desse jeito. Primeiro provavelmente vai jorrar em quem não deveria e, segundo, o desperdício, algo que não queremos especialmente em se tratando de uma garrafa de preço mais elevado.

Ou seja, para abrir sua bebida, apenas torça a rolha e empurre-a para cima. Além disso, é preciso destacar que quanto mais a bebida jorrar, mais carbônico ela perderá. E isso é algo que afeta negativamente a boa apreciação.

Cubra a rolha com um guardanapo ou um pano limpo na hora de abrir a garrafa. É uma ótima ideia para evitar que esse objeto atinja alguém.

Outro ponto importante que deve ser considerado é o tipo de taça a ser usada por cada bebida e a quantidade ideal a ser servida. Muitas pessoas acreditam que esse é apenas um ponto estético, mas não é: as taças ajudam a bebida a respirar e a elevar seu sabor. Vale a pena ficar atento a esse ponto.

Para finalizar, fica uma última observação: no mercado de espumantes brasileiros tem o direito de usar alguns nomes específicos, como Prosecco, pelo fato de já produzirem a bebida há um bom tempo. Mas são raros os casos.

Por Denisson Soares


Aprenda receitas deliciosas para a festa de Natal.

A rabanada é uma receita tradicional da Ceia de Natal. Muitas pessoas esperam essa época do ano para finalmente experimentar esse prato que é muito famoso por ter um sabor marcante. É bem comum surgir diferentes receitas a cada ano que passa. Pois normalmente as pessoas querem inovar e tornar a rabanada cada vez mais perfeita. Pensando nisso, eu vou mostrar algumas das receitas de rabanada mais gostosas e pedidas por muitas pessoas. Então veja a passo essas receitas e o passo a passo de cada uma delas.

Rabanada recheada com doce de leite

A rabanada recheada de doce de leite é muito famosa. E muitas pessoas buscam por essa receita ou até compram para ter em sua ceia natalina. Então segue a receita.

Ingredientes Marinada

– 100 ml de vinho do Porto

– 5,2 L de leite

– 3 colheres de sobremesa de essência de baunilha

Mistura de açúcar

– 2 colheres de sopa de canela em pó

– ½ de açúcar

Modo de preparo da Marinada

Misture todos os ingredientes.

Modo de preparo do açúcar

Misture todos os ingredientes.

Veja o modo de preparo da rabanada

– Corte o pão com 3 cm de largura ou com menos 8 cm de comprimento

– Banhe ele na vasilha de leite até que fique encharcado

– Esprema o pão até que se retire o excesso de leite

– Passe no ovo

– Salteie ele na frigideira até que fique dourado

– Faça do outro lado o processo acima para que os dois lados fiquem iguais

– Retire da frigideira e passe na mistura de açúcar com canela

– Por último coloque o doce de leite de forma individual na rabanada e uma bola de sorvete de creme

Rabanada tradicional

A rabanada tradicional também é muito desejada por muitas pessoas. E mesmo sendo uma receita tão simples, ela agrada pelo sabor inconfundível. Segue a receita.

Ingredientes

– 1 lata de leite condensado

– 4 pães franceses ou uma baguete de pão francês

– 2 xícaras de leite

– Canela a gosto

– 3 ovos batidos

– Óleo de girassol para fritar

– 1 pitada de canela

Modo de preparo

– Corte os pães em fatias médias

– Misture o leite de vaca e o leite condensado em um refratário, depois mergulhe as fatias de pão até que fiquem encharcadas por completo

– Bata os ovos e depois coloque em um refratário e misture com a pitada de canela

– Frite as fatias em óleo quente e tire o excesso de óleo com papel toalha

– Coloque a mistura de açúcar e canela em um refratário e passe as rabanadas fritas

– Sirva de acordo com gelada ou quente

Receita de rabanada light

Essa receita é indicada para quem não pode consumir muito açúcar ou está de dieta. É uma receita saborosa e que não tem muitas calorias. Veja a receita.

Ingredientes

– 1 ovo

– 4 fatias de pão integral firmes

– 1 colher de chá de adoçante em pó

– ½ de chá de leite condensado

– ½ de chá de leite desnatado

Modo de preparo

Bata o ovo até que ele fique bem espumoso. Depois corte as fatias de pão em espessura grossa e molhe no leite, passe no ovo batido e grelhe em um frigideira antiaderente. Depois passe as rabanadas na mistura de canela com adoçante e sirva.

Essas receitas são bem diferentes uma da outra. Todas são saborosas e com toda certeza vai fazer uma grande diferença na sua ceia de natal. Escolha aquela que mais lhe agradou e faça!

Escrito por Cristiane Amaral


Confira aqui as melhores receitas de Tender para fazer neste Natal.

Se há uma santíssima trindade na ceia de Natal, ela é composta pelo peru, o chester e o tender. Este último, ainda que menos tradicional do que seus companheiros, é uma ótima opção para quem não quer ficar horas aguardando seu preparo. Afinal, ele já vem pronto, sendo necessário apenas aquecê-lo.

O que é o tender?

Diferente do chester e do peru, que são aves, o tender é feito através de partes selecionadas de carne suína. Ele é costumeiramente comercializado desossado e em formato de bola. Ainda assim, mesmo que já venha pré-cozido, o tender ficará mais saboroso se preparado e temperado pelo consumidor. E para ajudar nessa tarefa, seguem três receitas para você arrasar na ceia de Natal

Receitas

– TENDER CALIFÓRNIA

INGREDIENTES

  • 1 kg de tender desossado (minitender)
  • 1 xícara (chá) de caldo de laranja

  • 1 xícara (chá) de vinho branco seco

  • 6 colheres (sopa) de calda de abacaxi

  • ¼ xícara (chá) de mel

  • 1 lata de abacaxi em calda

  • cravos-da-índia, flores comestíveis e ramos de alecrim para decorar

PREPARO

1. Misture, numa tigela, o vinho branco, o suco de laranja e a calda de abacaxi. Adicione o tender e cubra a tigela com filme plástico. Deixe na geladeira por, no mínimo, 12 horas, para marinar.

2. Deixe o forno pré-aquecido em temperatura média (180ºC).

3. Coloque o tender e a marinada em uma assadeira. Utilize a ponta de uma faca para riscar a superfície do tender com o formato de losangos. Espete cravos nas junções da forma geométrica.

4. Deixe o tender coberto com papel-alumínio e leve ao forno. O prato deve assar por 20 minutos. Depois desse tempo, retire o papel-alumínio e besunte o tender com mel.

5. Leve o tender ao forno para assar por mais 20 minutos. Regue o prato com a marinada a cada cinco minutos.

6. Monte um prato com o tender ao centro, roteado de fatias de abacaxi. Coloque uma flor em cada fatia de abacaxi e utilize ramos de alecrim para também enfeitar.

SALADA DE TENDER COM ABACAXI GRELHADO

INGREDIENTES

  • 6 fatias de tender assado

  • 2 fatias de abacaxi

  • 1 pote de iogurte natural (170 g)

  • folhas de coentro a gosto

  • folhas de hortelã a gosto

  • azeite a gosto

  • sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

PREPARO

1. Preparo do molho: misture bem o iogurte e 1 colher de sopa de azeite numa tigela. Tempere, a gosto, com sal e pimenta-do-reino.

2. Em fogo médio, aqueça uma frigideira antiaderente. Quando estiver devidamente aquecida, regue com um fio de azeite e insira as fatias de abacaxi. Doure as fatias, o que deve levar cerca de três minutos. Vire o abacaxi, para dourar os dois lados igualmente.

3. Leve as fatias grelhadas de abacaxi para dois pratos. Cubra-os com 03 fatias de tender. Regue o prato com o molho de iogurte e salpique as folhas de coentro e hortelã.

PATÊ DE TENDER

Esta é uma dica principalmente para o reaproveitamento do tender. Afinal, por mais saboroso que ele seja, ceias podem ser fartas. Portanto, é importante utilizar a criatividade.

INGREDIENTES

  • 1 xícara (chá) de tender assado e picado (cerca de 5 fatias)

  • ½ xícara (chá) de creme de ricota (120 g)

  • ½ cebola

  • 2 colheres (sopa) de conhaque

  • ½ colher (sopa) de azeite

  • sal a gosto

PREPARO

1. Descasque a cebola e a pique de forma bem fina.

2. Aqueça uma frigideira em fogo médio. Regue com o azeite quando estiver aquecida e adicione a cebola. Dê uma pitada de sal para temperar e refogue a cebola por cerca de 3 minutos, até que ela murche.

3. Adicione o conhaque e deixe cozinhar. Vá mexendo de vez em quando até secar. Coloque a cebola em um processador e adicione o tender picado e o creme de ricota. Bata bem. Prove e, se necessário, ajuste o sabor com sal.

4. Coloque o patê em uma tigela ou pote de vidro. O patê dura até 3 dias na geladeira, se fechado corretamente.

Por Luís Fernando Santos


Confira aqui as melhores receitas para fazer Peru de Natal.

O peru é a estrela da ceia de Natal. Ave de grande porte nativa da América do Norte, ele é servido tradicionalmente nos Estados Unidos em dois feriados: o Dia de Ação de Graças e o Natal. É uma ave com volumoso peito de carne branca, com coxas rosadas.

Curiosamente, o nome da ave em inglês, “turkey”, faz referência à Turquia, pois os colonos ingleses, ao encontrar o pássaro, acharam se tratar de uma espécia encontrada no país europeu. Já no Brasil, o nome peru também faz referência ao país homônimo. E por outra confusão: os portugueses, por algum motivo, acreditaram que a ave vinha do país vizinho.

Seguem algumas dicas de receitas que podem ser opção para sua ceia.

– Peru Assado Simples

Ingredientes

  • 1 peru limpo com cerca de 4 Kg
  • 2 cebolas grandes cortadas em pedaços pequenos
  • 1/2 colher das de sopa de molho de pimenta
  • 1 colher das de sopa de mostarda tipo francesa
  • 1 garrafa de vinho branco seco
  • 3 xícaras de caldo de galinha
  • 1 xícara de manteiga derretida
  • sal a gosto
  • manteiga derretida para injetar.

Preparo

Pré-aqueça o forno em temperatura média (180º C)

  1. Bata, no liquidificador, as cebolas, a mostarda, o molho de pimenta, os alhos, 1 xícara de vinho, a manteiga, 1 xícara de caldo de galinha e o sal.

  2. Passe para uma vasilha e adicione o restante do vinho e do caldo de galinha. Misture bem.

  3. Recheie o peru. Leve-o para uma assadeira. Não é necessário untá-la.

  4. Com uma mão, segure a pele do peito do peru, enquanto a outra a empurra até soltar a carne.

  5. Use um garfo para furar a carne. Insira, com um injetor de tempero, a manteiga derretida em diversas partes do peru.

  6. Injete também o tempero preparado na carne do peru, além de esfregá-lo na sua superfície.

  7. Cubra novamente o peru com a pele puxada. Costure com linha grossa.

  8. Utilize papel-alumínio para cobrir o peru. Leve ao forno por cerca de 3 horas. Regue o peru a cada 20 minutos com o molho que cair na assadeira.

  9. Retire o papel-alumínio quando ele estiver escurecido. Deixe o peru no forno até ficar dourado.

– Peru à Brasileira

Ingredientes

  • 1 peru de 4 kg
  • 1 colher de sopa de mostarda
  • 750 ml de vinho branco seco
  • 3 xícaras de caldo de galinha
  • 1 xícara de margarina ou manteiga
  • 2 cebolas
  • 5 dentes de alho
  • Molho de pimenta
  • Sal

Ingredientes do recheio

  • 1 colher de sopa de cebolinha
  • 1 colher de sopa de salsinha
  • 1 colher de sopa de farinha de rosca
  • 1 banana em cubos
  • 1 caldo de galinha em pó
  • 1/2 xícara de óleo
  • 1/2 xícara de azeite de oliva
  • 2 xícaras de farinha de milho
  • 2 cebolas raladas
  • Miúdos de Peru
  • Pimenta do reino

Preparo

1. Bata, no liquidificador, 1 xícara de vinho, cebola,1 xícara de caldo de galinha, margarina/ manteiga, mostarda, alho, molho de pimenta e o sal

2. Em um refratário, acrescente, à mistura, o restante do vinho e do caldo de galinha. Reserve.

3. Refogue os miúdos, cortados em pedaços menores, em mistura de óleo e azeite em fogo baixo. Espere até eles mudarem de cor.

4. Adicione o milho, as bananas, o caldo de galinha, a pimenta e a farinha peneirada. Mexa até virar uma farofa solta e úmida.

5. Retire do fogo e acrescente o tempero verde. Recheie o peru

6. Coloque o peru numa assadeira sem untar.

7. Com um garfo, fure o peru. Coloque o molho reservado nos buracos.

8. Feche o peru com palito de churrasquinho e amarre as pernas.

9. Leve ao forno, coberto por papel-alumínio, por cerca de 1 hora e meia. Regue constantemente com o molho da assadeira.

10. Tire o papel-alumínio e deixe dourar por mais 1 hora e meia, em média. Continue regando com o molho.

11. Sirva em um refratário decorado com farofa e tempero verde.

– Bifinhos de Peru

Ingredientes

  • 1/2 kg de bifes de peru
  • 1 pacote de natas
  • 1 lata de cogumelos laminados
  • 3 cebolas
  • 1 copo de vinho do porto (copo de vinho)
  • Azeite
  • Limão
  • Pimenta preta
  • Sal

Preparo

1. Corte os bifes de peru em tirinhas. Deixe-os temperados por 1 hora com suco de limão, sais e pimenta.

2. Em uma frigideira, coloque azeite e cebolas cortadas em rodelas finas. Deixa-as até ficarem douradas.

3. Reserve as cebolas em um prato.

4. Frite os bifinhos na frigideira. Ao chegar no ponto desejado, reserve-os.

5. Adicione os cogumelos laminados e o copo de vinho do porto. Feche a frigideira.

6. Deixe o caldo apurar, sem secar totalmente. Volte com os bifes e a cebola para a frigideira. Adicione as natas. Deixe ferver um pouco e tempere com sal a gosto.

Por Luís Fernando Santos


Saiba como conservar e manter suas panelas em bom estado.

Panelas são itens essenciais na vida de um cozinheiro – ou de qualquer pessoa que precise se alimentar, portanto, além de saber utilizá-las, deve haver uma preocupação em mantê-las em bom estado. Além de serem um tanto quanto caras e por isso ser interessante não danificá-las, vale lembrar também que uma boa panela faz toda a diferença no método de preparo e sabor da comida. Preparamos para você, dicas de como manter as suas panelas ao seu lado por, quem sabe, uma vida inteira.

1 – Panela quente na água fria? Nem pensar

Depois de preparar a comida, geralmente, algumas pessoas costumam colocar a panela quente embaixo da água fria, a fim de lavar a louça. Essa atitude faz com alguns pontos da panela se deformem, desnivelando a temperatura que o fogo atinge na panela, deixando em alguns lados mais elevados que de outros.

2 – Não arranhe o material antiaderente

Frigideiras ou panelas que são antiaderente devem ser tratadas com carinho. É preciso manuseá-las com delicadeza, evitando fogo alto e também a utilização de utensílios que possam arranhá-las. Usar detergente não abrasivo também ajuda a conservar o revestimento.

3 – Não empilhe panelas de inox

Aço inoxidável não arranha, podem ser lavadas na máquina e são ótimas lidando com altas temperaturas. O cuidado aqui deve ser tomado na hora de guardar, porque empilhar panelas de inox pode causar rachaduras e também os cabos podem atritar-se e soltarem.

4 – Panelas de ferro não devem ser limpas com água

Panelas de ferro são duráveis e resistentes, porém, precisam de mais atenção do que panelas comuns. Lavar panela de ferro com água pode enferrujá-la. O ideal é fazer a higienização, usar um pouco de óleo no interior e levar ao fogo, até que seque. Assim também se envelhece a panela, além de acrescentar gosto.

5 – Conservar o revestimento de panelas de ágata ou ferro esmaltado

Seja colorido ou não, essas panelas costumam apresentar muito revestimento. Deve-se conservar pois, se não estiverem em bom estado, podem haver rachaduras por onde a água pode vazar, alcançando o ferro e causando ferrugem. Se estiverem em boas condições, não é necessário queimá-las para realizar a limpeza.

Carolina B.


Confira aqui e receitas ótimas para sua ceia de ano novo.

Você já parou para pensar no que será feito para atrair coisas boas no ano que se aproxima? As supertições são muitas: pular sete ondas, comer 12 uvas, comprar uma peça de roupa nova, comer 7 sementes de romã. Mas, segundo os supersticiosos, as boas vibrações podem ser atraídas através da ceia de ano novo, veja alguns exemplos do que pode ser preparado:

Arroz da sorte:

Ingredientes:

3 colheres (sopa) de azeite de oliva; 1 cebola picada; 2 xícaras (chá) de arroz; 4 xícaras (chá) de caldo de legumes; 1 xícara (chá) de lentilha; 600 gramas de bacalhau dessalgado e cortado em lascas grandes; salsa (ou salsinha) a gosto.

Modo de preparo:

Em uma panela, aqueça o azeite e doure a cebola, junte o arroz lavado e escorrido e mexa bem acrescentando o caldo de legumes. Adicione a lentilha e deixe cozinhar no fogo brando com a panela tampada. Antes que o caldo seque totalmente, misture com cuidado as lascas de bacalhau e espere terminar o cozimento. Desligue o fogo e deixe descansar por alguns instantes. Com cuidado, solte o arroz com um garfo, transfira para uma travessa, salpique a salsa picada, regue com azeite e adicione uma folha de louro para enfeitar.

Sirva em seguida.

Supertição: A lentilha traz sorte e fartura, há quem afirme que deve-se comer uma lentilha para cada mês do ano. A folha de louro simboliza sucesso e vitória. Os peixes podem trazer boas vibrações. Para os japoneses, simbolizam fertilidade devido à sua capacidade de produzir muitos de ovos.

Lombo agridoce

Ingredientes:

1/2 xícara (chá) de Água; 1/3 xícara (chá) de vinagre de vinho tinto; 1/4 xícara (chá) de mel de abelha; 1 colher (sopa) de gengibre ralado; 4 dentes de alho amassados; 1 cebola cortada em pedaços; 600 gramas de lombo suíno e sal a gosto

Modo de preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador, exceto a carne.

Coloque o lombo em um refratário, faça vários furos nele com um garfo e banhe-o com esse molho triturado. Asse em potência média por 30 minutos ou até que, ao cortá-lo, esteja bem macio e seco. Na metade do tempo, vire a carne, confira o sal e coloque mais, caso necessário.

Aguarde 5 minutos antes de retirá-lo do forno, sirva com o molho formado.

Supertição: Porco como prato principal simboliza o progresso, porque ele cisca para frente.

Salada de romã

Ingredientes:

1 Romã; 1 limão; 1 xícara (café) de Água; 3/4 xícara (chá) de azeite de oliva; 1 pitada de bahar (ou pimenta síria); 3 tomate picados; 1 cebola pequena picada; 1 pepino picado; 2 cebolinhas picadas; 2 pães pita (árabe ou sírio) torrados; salsa e hortelã a gosto.

Modo de preparo:

Misture o suco de limão com a água, junte o azeite aos poucos e mexa bem. Tempere com o sal, a pimenta síria e as sementes de romã. Coloque em uma saladeira o tomate, a cebola, as cebolinhas e o pepino, e regue com a metade do molho. Pique o pão em quadradinhos e junte à saladeira. Polvilhe com a salsinha e a hortelã, adicione o molho restante e sirva em seguida, para o pão não amolecer.

Supertição: Romã simboliza abundância em outras culturas afirmam que auxilia a pessoa que deseja um filho.

Carne de Aves

Supertição:Segundo a crendice popular, as aves não devem ser consumidas na ceia de ano novo porque representam o atraso ou retrocesso, isso devido ao modo de ciscar para trás.

De todo modo, seja qual for o seu cardápio, o importante é reunir com amigos e familiares e se divertir, preparando-se para o ano que está por vir, um feliz ano novo para toda a sua família.

ERICA OLIVEIRA DE SOUZA


Confira aqui duas ótimas receitas de Panetone para o Natal.

O panetone é, com toda certeza, um dos maiores símbolos gastronômicos do Natal. Muito apreciado nessa época, em que os mercados se encontram com as prateleiras lotadas e com as mais diversas marcas e sabores, nada se compara ao gostinho caseiro dessa iguaria.

E para aqueles que amam botar a mão na massa, separamos duas receitas maravilhosas de panetone para surpreender a todos durante a ceia de Natal. Também são excelentes sugestões para presentear quem você ama com algo feito por você. Vamos a elas.

1. Panetone Italiano

O panetone tradicional leva 1 kg e meio de farinha de trigo, 9 claras em neve, 100 gramas de fermento biológico, 9 gemas batidas ligeiramente, 150 gramas de margarina derretida, 250 gramas de margarina temperatura ambiente, 1 copo e meio de leite morno, 2 xícaras de chá de açúcar, 1 colher de sopa de sal, 1 colher de sopa de essência de laranja, 1 colher de sopa de essência de panetone, 1 xícara de chá de água morna, 250 gramas de uvas passas sem caroço e 600 gramas de frutas cristalizadas e picadas.

Comece o preparo dissolvendo o fermento com a água morna em uma bacia e acrescentando 6 colheres de sopa de farinha e 1 colher de sopa do açúcar. Misture bem e deixe o tamanho da massa aumentar o volume por mais 10 minutos.

Enquanto isso, bata as claras em neve e adicione as gemas e 2 xícaras de açúcar. Misture bem, adicionando após o fermento preparado, a manteiga derretida, o leite morno, o sal e as essências. Deixe a mistura descansando por 15 minutos para, após, adicionar a farinha, amassando bem.

Após 10 minutos de descanso da massa, enfarinhe uma mesa e abra a mesma com um rolo. Passe manteiga na massa aberta, espalhando as frutas e as uvas passas. Enrole tudo como um rocambole e abra novamente com o rolo. Passe novamente a manteiga e dobre em 3 partes.

Faça novamente o processo quantas vezes achar necessário. Feito isso, coloque nas formas e deixe parado crescendo por aproximadamente 1h10. Asse em forno médio por cerca de 50 minutos.

2. Panetone Mini de Bombom

Os ingredientes para esse panetone são: 4 ovos, 3 tabletes de fermento biológico fresco, 1 xícara de leite, ¾ de xícara de chá de óleo, 1 colher de sobremesa de sal, 5 colheres de sopa de açúcar, 6 xícaras de chá de farinha de trigo, 1 colher de sopa de manteiga, 15 bombons e 1 colher de sopa de essência de panetone.

Comece dissolvendo o fermento com o açúcar e adicione os ovos, levemente batidos, o sal, o leite, o óleo, a essência e a manteiga. Após misturar bem, acrescente a farinha de trigo bem aos poucos, formando uma massa bem homogênea. Pegue a massa e divida em bolinhas de tamanho aproximado com uma laranja. Deixe descansando até que dobre de tamanho.

Abra a bolinha e coloque um bombom no centro. Pegue forminhas próprias para panetones de 250 gramas e coloque as bolinhas recheadas dentro.

Deixe parado por 15 minutos e pincele com um ovo batido. Asse em forno baixo que já esteja pré aquecido. Depois é só servir.

Gostou das dicas? Solte a criatividade, uma vez que essas receitas permitem inúmeras variações de recheio e decoração. Faça com muito amor e celebre essa data tão especial.

Kellen Kunz


Aprenda aqui duas receitas de como fazer rabanada.

É quase impossível falarmos em Natal sem lembrarmos de um dos pratos típicos dessa época de confraternização: a rabanada. Tradicional nas ceias no Brasil, a mesma é um doce que leva pão de trigo em fatias e molhadas em calda de açúcar, vinho ou leite, passadas após em ovos e fritas.

Porém, existem muitas variações dessa iguaria. Por isso, nós te damos duas receitas diferentes de como fazer a rabanada, nunca deixando de lado o seu sabor delicioso e marcante. Vamos a elas.

1. Rabanada com Leite Condensado

Os ingredientes são: 3 pães franceses, meia xícara de chá de açúcar, 2 xícaras de chá de leite, meia lata de leite condensado, 2 colheres de sopa de canela em pó, 3 ovos e óleo para fritar.

Após cortar os pães em fatias, pegue uma tigela e acrescente o leite e leite condensado, mexendo os dois ingredientes com uma colher. Reserve a mistura e, em outro recipiente, adicione os ovos, batendo com o garfo até ficar homogêneo.

Em uma panela, adicione o óleo em fogo alto. Pegue o pão e misture com o leite, deixando dentro por um minuto em cada lado. Retire o excesso de líquido do pão e passe pelo ovo batido. Depois é só fritar as fatias por dois minutos em cada lado, até começar a dourar.

Por fim, misture o açúcar e a canela e passe as rabanadas no preparo. Estão prontas as suas rabanadas com leite condensado.

2. Rabanada assada no forno

A rabanada de forno é uma excelente dica para quem não quer passar o Natal sem o prato, mas quer evitar os alimentos fritos. Os ingredientes são: 10 pães franceses, 3 ovos, 250 ml de leite, 250 ml de leite de coco, açúcar e canela a gosto.

O modo de preparo é muito simples. Pegue as fatias de pão e as coloque em uma forma. Após, no liquidificador, bata os ovos, o leite e o leite de coco. Acrescente e cubra os pães, levando após ao forno. Vire os pães durante o cozimento para dourar igualmente. Por fim, polvilhe com canela e açúcar. Quem preferir, pode acrescentar uma lata de leite condensado no líquido, para adoçar mais a rabanada.

Gostou das dicas? A palavra de ordem é inovar naquilo que já era muito bom. Solte a criatividade e surpreenda seus convidados com uma rabanada incrível. E não esqueça de compartilhar a sua receita nos comentários.

Kellen Kunz





CONTINUE NAVEGANDO: